Setembro Amarelo: CRE de Luziânia trabalha o tema “Comece espalhando amor!”

Durante este mês, a Coordenação Regional de Educação (CRE) de Luziânia realizou uma série de ações nas escolas estaduais voltadas à prevenção do suicídio e automutilação. As atividades, entre elas palestras e debates, fazem parte da campanha Setembro Amarelo.

A campanha foi criada em 2014 pelo Centro de Valorização da Vida (CVV), uma organização não-governamental direcionada à prevenção do suicídio, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP).

A iniciativa do CVV surgiu com o intuito de conscientizar a população acerca da importância de se falar sobre o tema, até então um tabu em nossa sociedade. O suicídio é um fenômeno complexo e multifatorial que pode afetar indivíduos de diferentes origens, faixa etária, condições socioeconômicas, orientação sexual e identidades de gênero.

Mas o suicídio pode ser prevenido, e saber reconhecer os sinais de alerta é o primeiro passo. No caso de crianças e adolescentes, é necessário adotar ações que possam apoiá-los emocionalmente nesta fase de desenvolvimento.

Autoagressão

O suicídio representa 1,4% de todas as mortes do mundo, tornando-se, em 2012, a 15ª causa de mortalidade na população geral. Entre os jovens de 15 a 29 anos representa a segunda principal causa de morte, segundo o Ministério da Saúde.

No Brasil, no período entre 2011 e 2016, houve predominância de notificações de autoagressão e tentativa de suicídio na faixa etária da adolescência, juntamente com adultos jovens, também de acordo com o Ministério da Saúde.

Deixe uma resposta