Projeto doa 100 chips e internet para mães de alunos em Rio Verde

Projeto doa 100 chips e internet para mães de alunos em Rio Verde

As mães de Rio Verde beneficiadas foram cadastradas pelo Colégio Olynto, sob a coordenação de sua gestora Mire Buzain.

As famílias de alunos matriculados no Colégio Estadual Olynto Pereira de Castro, em Rio Verde, que estão em situação de vulnerabilidade social, receberam um presente do Projeto Mãe da Favela On, desenvolvido pela Central Única das Favelas (CUFA) – www.cufa.org.br. Em ação de parceria com o colégio e o Alô Social/TIM, a CUFA fez a doação de 100 chips para celulares e disponibilizou o acesso gratuito à internet durante seis meses paras os alunos.

O coordenador do projeto em Rio Verde, o consultor de vendas Sheldon Sousa Santos, de 26 anos de idade, destacou que os estudantes terão acesso à internet ilimitado para WhatsApp e plataformas educacionais, por seis meses, e mais 2 gigas por mês para acesso a outros conteúdos. “Após isso, os chips continuam em poder das famílias, que podem escolher um novo plano para seguir acessando a rede”, afirmou.

Fazendo as contas, Sheldon lembra que seriam necessários cerca de R$ 5 mil para realizar as doações à comunidade escolar – contando um plano básico de internet de aproximadamente R$ 40.

Para Sheldon, o Mãe da Favela On chegou em boa hora para as famílias, “pois muitas delas não têm condições financeiras de arcar com os custos e são vistas até mesmo em praças públicas acessando a internet para receber e enviar as tarefas escolares”.

As mães de Rio Verde beneficiadas foram cadastradas pelo Colégio Olynto, sob a coordenação de sua gestora Mire Buzain.

Sheldon conta que o projeto distribui outros 400 chips e internet gratuita em Rio Verde. “No Estado de Goiás, a CUFA já entregou 20 mil chips e acesso à internet de graça – por seis meses”, ressaltou.

Jose Antonio Cardoso

Jose Antonio Cardoso

Deixe uma resposta